Retrospectiva com história

   29/12/2021  |     Anna Laura

Com um 2020 tão incerto e difícil, 2021 veio para acariciar nossos corações e mostrar que depois da tempestade, realmente, o sol sempre vem. E que ano maravilhoso a Âme viveu! Em apenas 12 meses, muita coisa aconteceu. Conquistamos novos estados com clientes maravilhosos, que se aproximaram com o sonho de escrever e compartilhar suas histórias. Em 2021 também voltamos a nos encontrar e o primeiro encontro presencial pós-quarentena emocionou e nos mostrou a riqueza que é poder estar perto das pessoas. Falando em pessoas, uma Designer e duas Redatoras se uniram ao time e agora, todas juntas, continuamos na missão especial de contar boas histórias. E sim, relembrar todas elas emociona! Nos faz sorrir ao perceber cada capítulo da história da Âme. E, por falar em lembranças importantes, se tem uma retrospectiva que sempre nos emociona é a do Google. Vamos conversar sobre isso? Sobre o quanto o vídeo de 2021 nos fez pensar sobre tantas coisas importantes ao mesmo tempo e perceber que, mesmo frágeis, buscamos vencer.

Você já percebeu que tudo o que pesquisamos no Google é um resumo do que sentimos, do que estamos vivendo e ainda vamos viver? Nas estatísticas da multinacional, se escondem dados que revelam quem somos e que detalham nossas angústias, desejos e sonhos. Prova disso é que em 2021, em meio à pandemia da Covid-19, o mundo pesquisou “como curar” mais do que nunca. Questionaram como honrar um ente querido, talvez para homenagear quem perdeu a luta contra o Coronavírus, e perguntaram para os algoritmos se haveria outro lockdown, na ansiedade e no medo de ter a vida privada outra vez.

Como cuidar da saúde mental foi outra pergunta que ganhou destaque. Com tantas incertezas e poucas respostas, ficar bem se tornou uma tarefa difícil nesses últimos dois anos. Mesmo com tudo e apesar de tudo, as pessoas querem encontrar uma maneira de voltar mais fortes do que antes. E, então, elas perguntam para o Google. Vocês entendem a força da internet e o quanto ela participa das nossas histórias? E como não se emocionar ao saber que entre todas as buscas possíveis no navegador, as pessoas focaram em saber como se curar, como ficar bem, como visitar suas famílias, como sobreviver, como e onde se vacinar?

Nossas buscas indicam nossas histórias, nossas crenças, nossas ansiedades, nossos sonhos e, é claro, nossa vontade de que tudo volte ao normal. Há sempre uma história por trás. Se a retrospectiva indicasse apenas números, a mensagem seria completamente diferente. Entender os motivos escondidos nas buscas nos impacta, nos ensina e nos emociona. E se tem algo que não precisamos pesquisar é a força que as histórias possuem e o quanto elas sempre farão a diferença. Seja onde for.

Comentários

Compartilhe nas redes sociais

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.