Pequenas empresas, grandes histórias.

   07/10/2019  |     liquidworks

Hoje tenho uma história para compartilhar com vocês, que começou há 10 anos atrás. Em 2009 eu escolhia cursar Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda e naquele período imaginava que para ser publicitário bastava um par de All Stars.

Quanta ingenuidade. Ao passar dos semestres, percebi que para ser publicitário haviam outras exigências, mas as únicas que eu conhecia eram aquelas que permeavam o âmbito criativo. Criar, desenhar, escrever, fotografar. Sentia o tempo todo que éramos vistos como os donos das sacadas geniais.

Também naquele período, nossos exemplos eram grandes agências, que atendiam grandes marcas. Elas e só elas poderiam fazer campanhas complexas, cheias de significado. Às menores restavam os anúncios sem criatividade e planejamento.

Tudo isso me incomodava. Muito. Eu não conseguia ter uma sacada genial, sempre precisei de organização e planejamento, além de morar no interior, o que não me possibilitava o contato direto com grandes agências e marcas. Foi então que decidi: abriria minha própria agência e atenderia com ela as pequenas empresas ao meu redor. Sentia que todas elas poderiam contar com uma Comunicação de qualidade e eu estava entusiasmada por levar tudo o que eu sabia para elas. E o principal: eu queria aprender com elas. Queria entender os diferentes mercados, como criar estratégias e viabilizar ideias.

E não é que deu certo? Hoje a Âme Storytelling comunica pequenas marcas com estratégia, contexto e emoção. E como isso é motivador! Participar de histórias lindas, ver as conquistas, compartilhar angústias e desafios é recompensador. É preciso ter coragem para ser um pequeno empreendedor e me orgulho em poder atender muitas pessoas corajosas. E elas podem se orgulhar também: pois possuem pequenas empresas e grandes histórias.

Anna Laura Neumann

Comentários

Compartilhe nas redes sociais

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOVIDADES